Home

13/05/2016 - Evolução da Energia Eólica no Brasil

 

Evolução da Energia Eólica no Brasil

Tipicamente hidrelétrica a matriz energética Brasileira vem se diversificando, e os principais avanços são do aproveitamento do potencial eólico nacional, em 2015 o Brasil praticamente dobrou suas instalações de geração eólica. Crescimento que ocorre em diversos países, área de geração que mais evoluiu no ano passado.

Com os problemas hidrológicos ocorridos recentemente e a necessidade da utilização de fontes geradoras não renováveis e de alto custo de produção evidenciam a necessidade de uma matriz energética bastante variada, uma vez que, nem todas as usinas hidrelétricas possuemgrande capacidade de armazenamento de volume de água.

A implantação de novas usinas hidrelétricas de grande capacidade de armazenamento encontram diversos entraves socioeconômicos e ambientais devido a suas grandes áreas de inundação.

Beneficiado por sua grande área em extensão territorial, principalmente litorânea o país tem grande potencial de geração eólica e aproveitar a força dos ventos se torna uma medida cada vez mais atrativa, atualmente a capacidade instalada total dos parques eólicos é de 8,98 GW de potência conforme a ABEEólica, tendo aumentado apenas em 2015 2,75 GW.

O cenário é de expansão de eólicas, ganhando força com incentivos do Regime Especial de Incentivos para Desenvolvimento da Infraestrutura fornecido pelo Ministério de minas e energia, novas usinas estão previstas com previsão de conclusão em média de dois anos.

Na região Sul está em andamento o projeto Central Geradora Eólica Povo Novo, que terá três centrais geradoras, 25, 22,5 e 7,5MW localizadas no município de Rio Grande, representando um investimento de R$ 265 milhões, e cerca de 640 empregos diretos.